BENEFÍCIOS DO TREINAMENTO RESISTIDO EM PACIENTES COM DOENÇA RENAL CRÔNICA EM TRATAMENTO DE HEMODIÁLISE

  • Johnny Assis da Costa FACULDADE DE CONHECIMENTO E CIÊNCIA-FCC
  • Manoel Júnior Freitas Damasceno FACULDADE DE CONHECIMENTO E CIÊNCIA-FCC

Abstract

Treinamento resistido é um método especializado de condicionamento que envolve o uso progressivo de uma gama de cargas resistivas e uma variedade de modalidades de treinamento designadas para melhorar a saúde inclusive para o tratamento de doenças crônicas e degenerativas como a insuficiência renal crônica. Os indivíduos com insuficiência renal crônica são considerados um grupo especial carecendo de uma atenção diferenciada, logo, a submissão de um paciente com insuficiência renal crônica ao treinamento resistido exige algumas precauções quanto à escolha do protocolo a ser utilizado. O Objetivo desse artigo é apontar os benefícios do treinamento resistido para a qualidade de vida de pessoas em tratamento de hemodiálise.  Os Materiais e métodos utilizados foram uma revisão da literatura de analise sistêmica de cunho qualitativo onde foram revisados artigos no período dos anos de 2000 e 2016. Conclusão: Apesar de estudos anteriores apontarem inúmeros benefícios da prática do treinamento resistido para portadores de insuficiência renal crônica ainda há limitações na literatura devido à carência de estudos mais aprofundados e direcionados a esse tema, diante disto, acreditamos que incentivar estratégias de intervenções públicas de saúde, como a inserção de um programa de exercícios físicos dentro de centros de hemodiálise, possibilitará mais investigações e em consequência a melhoraria da qualidade e expectativa de vida dessa população.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2018-11-27
How to Cite
COSTA, Johnny Assis da; FREITAS DAMASCENO, Manoel Júnior. BENEFÍCIOS DO TREINAMENTO RESISTIDO EM PACIENTES COM DOENÇA RENAL CRÔNICA EM TRATAMENTO DE HEMODIÁLISE. Health Research Journal, [S.l.], v. 1, n. 3, p. 18-32, nov. 2018. ISSN 2595-4970. Available at: <http://healthresearchjournal.com/hrj/index.php/hrj/article/view/48>. Date accessed: 19 may 2019. doi: https://doi.org/10.32336/hrj.v1i3.48.